texto de Thiago Giglio, originalmente postado no “A conversa dos Lírios”

Qual criança nunca imaginou ter super-poderes? Voar por aí, desaparecer, levantar carros e arrancar árvores do chão como se fossem uma mera flor? Ou então, invocar tempestades, ter uma mão elástica ou quem sabe, ser mais rápido que a velocidade da luz? Ser um verdadeiro super-herói. Eu já quis, e muitas vezes ainda quero. E percebo que não estou só.

Quantas pessoas não têm vontade de simplesmente desaparecer? Sumir nos momentos mais difíceis? Talvez todos nós. E o problema é que este poder ainda não nos foi concebido pela natureza. Em compensação, descubro que dentro de nós há outra habilidade tão especial quanto o super-poder do desaparecimento. Há uma força maior que tudo. Não importa qual seja a situação, podemos sempre invocar essa super-força que nos faz seguir em frente sem fraquejar.

São nas dificuldades que nossos reais super-poderes aparecem. Vencemos o medo, as fraquezas, a raiva, as sombras, as dúvidas, a ansiedade e muitas vezes nós mesmos. Todos temos uma versão Bizarra de nós mesmos que vive em um mundo paralelo ao nosso, travando uma luta incessante contra nosso lado mais puro. O Bizarro revela nosso lado escuro, nossa raiva, nossas angústias, inveja, impaciência e tudo aquilo que suga nossa força interior, levando-nos a caminhos tortuosos e verdadeiras armadilhas capazes de nos fazer sucumbir.

Os arqui-inimigos estarão sempre à solta e o Bizarro aguardando baixarmos nossa guarda. Mas quem é herói não se deixa vencer tão fácil. Dentro de nós existe essa força, uma luz eterna que nos faz pulsar e lutar. E o melhor: vencer.

Heróis são que vencem a hipocrisia do mercado profissional, que derrubam o medo de criar sozinhas seus filhos, que silenciam diante do orgulho ignorante, que planejam suas vitórias no bem e no respeito, que curam suas dores com a felicidade, que engolem os impostos injustos e mesmo assim constroem histórias de sucesso, que ignoram a imoralidade corrupta deste país e acreditam no trabalho diário.

A vitória é nata para quem sabe ser herói.

Facebook0Pinterest0Twitter1Google+0StumbleUpon0Email